sexta-feira, 22 de outubro de 2021

DESAPARECE FUNDADOR DO CINE CLUBE DE AVANCA


Faleceu Mário Andrade Amaral, um dos fundadores e ativistas do Cine Clube de Avanca.

Tendo nascido há 75 anos na freguesia de Matriz, concelho da Horta nos Açores, formou-se em engenharia e ingressou nos quadros de uma multinacional de alimentação, que teve em Avanca a sua primeira fábrica em Portugal. Mário Amaral dirigia um departamento desta unidade fabril, quando no final dos anos 70 participou nas reuniões e na atividade do que viria a ser mais tarde o Cine Clube de Avanca.

Com a esposa Maria Manuela Correia da Rosa Amaral, também natural da freguesia açoriana de Matriz e entretanto já falecida, viriam ser uns dos signatários da fundação do cineclube a 18 de novembro de 1982.

Pintor, desenvolveu ao longo da sua vida uma obra plástica muito própria, que de forma continuada foi evoluindo por entre a força das cores e da forte presença do ato de pintar. O óleo e o acrílico acompanharam sempre cada uma das suas obras, fortemente expressivas.

Uma das suas primeiras participações em eventos públicos de arte, viria a ser a exposição “Artistas de Avanca” que decorreu nos anos 70 na Casa Museu Egas Moniz. Esta mostra marcou o início de uma atividade no domínio das artes plásticas que sempre acompanhou a atividade do cineclube local.

Preparando-se para comemorar no próximo ano 40 anos de fundação e 45 de efetiva e ininterrupta atividade, a associação cultural sem fins lucrativos que Mário Amaral ajudou a criar, tem hoje uma implantação local e internacional assinalável. Organizando desde 1997 o festival “AVANCA – Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia”, que este ano teve a sua 25ª edição, o Cine Clube de Avanca tem tido também uma intensa atividade na produção cinematográfica com mais uma centena e meia de obras produzidas e exibidas em mais de 70 países. Foi em Avanca que se produziu “Até ao Tecto do Mundo”, o primeiro filme de longa-metragem do cinema de animação português, a longa-metragem de ficção “Uma Vida Sublime”, a mais premiada da ficção portuguesa, e o conjunto dos filmes produzidos foram distinguidos com cerca de 400 prémios em festivais dos cinco continentes. Entre o cinema e as artes, o cineclube tem voltado a sua atenção particularmente para a formação artística e para constantes atividades de dinamização cultural.

O funeral realiza-se dia 23 pelas 10h30 da Igreja Paroquial de Santo António de Nova Oeiras para o cemitério de Oeiras.

domingo, 1 de agosto de 2021

“PÁSSAROS ENGAIOLADOS” DO SUIÇO OLIVER RIHS VENCE O 25º FESTIVAL DE CINEMA AVANCA 2021

“Pássaros engaiolados” é o grande vencedor do “25º Encontros Internacionais de Cinema, Televisão, Vídeo e Multimédia – AVANCA 2021”, encerrando os 10 dias de um festival de cinema a comemorar um quarto de século de cinema do mundo.

Realizado pelo suíço Oliver Rihs, este filme ganhou o Prémio Cinema para a Melhor Longa Metragem, Prémio Melhor Fotografia (Felix Von Muralt) e Melhor Atriz (Marie Leuenberger).

Foram ainda distinguidas com Menções Especiais as longas–metragens “The End” de Vladimir Kott (Rússia) e “Tall Tales” Attila Szász (Hungria), que também recebeu o prémio de melhor argumento, atribuido a Norbert Köbli.

O Prémio Curta Metragem foi para o filme da Sérvia “Sticker” de Georgi M. Unkovski (Macedónia), tendo “Survivers” de Carlos Gómez-Trigo (Espanha), recebido uma Menção Especial.

O Prémio de animação foi atribuído a “Only a child” de Simone Giampaolo (Suíça), tendo o filme “Sogni al campo” de Magda Guidi e Mara Cerri (França), sido distinguido com Menção Especial.

A curta metragem brasileira “A Lista” de Luciana de Oliveira foi distinguida com o Prémio Estreia Mundial.

O júri cinema foi presidido pelos investigadores Carlos Fragateiro (Presidente), Graça Lobo e Severiano Casalderrey (Espanha), pelos cineastas Lolo Arziki (Cabo Verdel) e Dhanushka Gunathilake (Sri Lanka).

O filme “Pássaros engaiolados” foi também o vencedor do Prémio D. Quixote da FICC – Federação Internacional de Cineclubes, de que foi júri Rita Freitas, Konrad Domaszewski (Polónia) e Ander Gisasola Herce (Espanha).

“Scratch” de Nuno Fragata, “Tália” de David Gomes e Pedro Cruz Tavares e “Visões Insulares” de João Garcia Neto receberam respetivamente os Prémios da Competição Avanca para animação, documentário e ficção. O Prémio Estreia Mundial foi atribuído a “Amo-te Cigarra” de Francisco Lança e a longa-metragem “Pé de Feijão” de António Pinto e Paulo d’Alva foi distinguida com uma Menção Especial.

O júri foi constituído pelos cineastas Luís Moya e Rosário Costa e pelos críticos de cinema Ariuna Bogdan (Rússia), Germano Campos, Paulo Portugal e a programadora Isa Catarina Mateus.

O prémio vídeo foi atribuído ex-aequo a “Dennis” de Andrey Novoselov (Ucrânia) e “Audenie” (Alemanha) de Taokan Xu. O Prémio Vídeo Estreia Mundial foi atribuído a “O Rapto da Europa” de Rui Filipe Torres. O júri deste prémio foi constituído pelo pintor Acácio Rodrigues, a investigadora Anabela Branco de Oliveira e o cineasta Diogo Carvalho.

O documentário “Fatima – a short life" de Hakim El Hachoumi (Alemanha) venceu o Prémio Televisão e “Do you remenber that year?” de Piotr Cieplak (Reino Unido), recebeu o Prémio Estreia Mundial. O júri foi constituído pelo fotografo Mike Haydon (Reino Unido), pelo cineasta Rui Nunes, pelo poeta António Souto, pelos jornalistas Fernando Pinho, Manuel Freire e Manuel Vitorino, pelo ator Carlos Rico e pela artista multimédia Érika Souza.

A competição de cinema VR 360º premiou “Hominidae” de Brian Andrews (EUA). O júri foi constituído pelo crítico de cinema Nuno Reis, pelo pintor Acácio Rodrigues e pela realizadora Raquel Felgueiras.

Na nova competição “Europa em 5 minutos”, onde se procura interrogar o papel do cinema na junção e parceria que constrói a Europa, foram distinguidos ex-aequo os filmes  “Tres Pasos” de Antonello Mararazzo (Itália) e “Swimming to the Moon” de Madeleine Homan (Holanda). O júri foi constituído por Beatriz Legeren (Espanha), Alexandre Martins, Anabela Branco de Oliveira e José Vieira. 

O Júri foi constituído pelas investigadoras Cláudia Martins e Liliana Rosa, pelo ator Jackas e o animador João Oliveira, atribuiu o Prémio Sénior à curta-metragem de animação “Amo-te Cigarra” de Francisco Lança, e o prémio para realizadores até 30 anos, foi atribuído a “Firar” de João Mestre e João Tomaz. Aos cineastas mais jovens foram ainda atribuídas Menções Especiais e “Missing” de Lia Fernandes, Beatriz Gonçalves, Maria Almeida, Marco Neves e “Por um punhado de trocos” de Chico Noras.


A competição “Trailer in Motion” distinguiu o trailer “Externo” de Jonathan Taub (Argentina) e o videoclipe “Mumiy Troll – Cosmic Forces” de Ivan Sosnin (Rússia). O júri foi constituído pelo músico Sérgio Ferreira e o programador Francisco Ávila.

No AVANCA 2021 tiveram estreia mundial 24 filmes e foram exibidos 122 obras ao longo de todo o evento.

Entretanto, na “AVANCA|CINEMA, Conferência Internacional Cinema – Arte, Tecnologia, Comunicação”, o Prémio Eng. Fernando Gonçalves Lavrador, em homenagem póstuma a um dos mais relevantes investigadores portugueses na área da semiótica, estética e teoria do cinema, distinguiu o investigador Paulo Filipe Monteiro da Universidade Nova de Lisboa.

O júri deste prémio foi constituído pelos académicos Mônica Stein (Universidade Federal de Santa Catarina, Brazil), Denize Araújo (Universidade Tuiuti do Paraná, Brasil), Joaquim João Sousa (Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, Portugal), Nuno Fragata (ESAD, Portugal), Alfonso Palazón Meseguer (Universidad Rey Juan Carlos, Espanha), Francisco Martinez Cano (Universidad Miguel Hernández, Espanha), que atribuíram duas Menções Especiais aos investigados Angelita Bogado e Lina Cirino do Brasil e Petra Dominkova da República Checa..

No total, 10 júris constituídos por 38 individualidades de 8 países atribuíram 24 prémios e 9 menções especiais.

O AVANCA acontece todos os anos em Avanca e é uma organização do Cine-Clube de Avanca e do Município de Estarreja com o apoio do ICA/Ministério da Cultura, Instituto Português do Desporto e da Juventude, Junta de Freguesia e Paróquia de Avanca, Agrupamento de Escolas de Estarreja, para além de várias organizações internacionais e entidades locais.


sábado, 31 de julho de 2021

JOSÉ NETO E JOÃO B. MARTINS VENCEM O AVANCA PITCH SESSIONS


Terminou o “Avanca Pitch Sessions 2021” e o júri internacional decidiu premiar o ator José Neto com o Prémio Longa Metragem e o realizador João B. Martins nos projetos de curta metragem.

“Regressos ou Leva-me outra vez à caça contigo, pai” é o título do novo projeto que o ator José Neto procura realizar.

Nascido em Angola em 1955, José Henrique Neto é um ator que se tem dividido entre o teatro, a televisão e o cinema. No cinema, integrou o elenco de filmes como “O Judeu”(1996), “Tarde demais” (2000), “A Jangada de Pedra” (2002), “Dot.com” (2007), “Arte de roubar” (2008), “Bairro” (2013), “Os Maias: Cenas da Vida Romântica” (2014), “Gelo” (2016), “Até Nunca” (2016), “Peregrinação” (2017), “Ruth” (2018), “O caderno negro” (2018), “Sefarad” (2019), “Snu” (2019), “522 - Um Gato, Um Chinês e o Meu Pai” (2019), “O Filme do Bruno Aleixo” (2019), “A Tua Vez” (2019), “A Arte de Morrer Longe” (2020), “A Luz de Judá” (2020) e proximamente em “Salgueiro Maia - O Implicado”.

Na categoria de projetos de longa-metragem o júri atribuiu ainda Menções Honrosas a “Dan Benson” de Fábio Silva e “O Primeiro Dia” de António Sequeira.

Nos projetos de curta metragem o vencedor foi 'Maria' de João B. Martins.

Entre os projetos de curta metragem, 'The Nest' de Moeinoddin Jalali (Ucrânia) e 'Teratoma' de João Meirinhos (Portugal), foram também distinguidos com Menções Honrosas.

O Júri, presidido por Bernardo Cabral (cineasta e fundador do festival Curta Açores), foi constituído pela atriz espanhola Amparo Rodríguez, pela distribuidora argentina Luciana Abad, pelo cineasta João Sanchez e pelo escritor Nuno Camarneiro.

O Avanca Pitch Sessions é uma nova iniciativa da 25ª edição do Festival de Cinema AVANCA 2021 que visa apresentar à indústria dos audiovisuais as melhores ideias para curtas e longas metragens em fase de desenvolvimento, num ambiente de colaboração e promoção do cinema e dos autores.

Os autores dos 15 projetos nomeados participaram previamente num workshop sobre pitch para cinema e sessões de mentoring exclusivas com o jornalista e crítico de cinema Rui Pedro Tendinha e no decorrer do Festival de Cinema AVANCA 2021, fizeram a apresentação dos seus projetos em sessões coordenadas por José Miguel Pinto e apresentadas por Luís Portugal.

O Avanca Pitch Sessions procurando responder ao contexto de pandemia, decorreu de forma online.

O AVANCA é uma organização do Município de Estarreja e do Cine Clube de Avanca e vem acontecendo em cada ano com o apoio do ICA / Ministério da Cultura, do IPDJ, da Junta de Freguesia de Avanca, do Agrupamento Escolar de Estarreja, da Escola Egas Moniz, da Paróquia e das Associações de Avanca, contando ainda com o apoio de várias universidades e escolas de ensino superior do país, empresas e outras instituições da região.

sexta-feira, 30 de julho de 2021

25º AVANCA FESTIVAL DE CINEMA COM CONCEIÇÃO LOPES, A MÚSICA DE MANUEL FREIRE E UMA NOITE DE CINEMA DESAFIANTE


No 25º AVANCA festival de Cinema, o sábado dia 31 pelas 17 horas, para além da extensa programação de filmes a concurso, será marcado pela música do cantautor Manuel Freire.

“A Pedra Filosofal” será cantada pelo seu autor na apresentação do livro “Recta Intenção” de Conceição Lopes.

Apresentado no “Espaço Autores, entre os filmes e os livros” no Auditório Paroquial de Avanca e no contexto do festival de cinema, este livro será apresentado por Idália Sá-Chaves, que sobre ele escreveu:

"Com esta obra - Recta Intenção In Memoriam do João Sacristão, setubalense- murtoseiro Conceição Lopes conduz-nos ao interior duma fascinante narrativa que, como um rio, flui numa linguagem simultaneamente literária e erudita, permitindo e convidando o leitor a acompanhar a história e o correr da vida de seus pais entendida no seu sentido mais amplo de saga familiar e abrangendo várias gerações, vivências e contextos”.

Conceição Lopes e Idália Sá-Chaves, são ambas docentes e investigadoras da Universidade de Aveiro, percorrendo agora novos projetos.

A última sessão competitiva acontecerá às 20h30, no mesmo Auditório com a exibição de uma longa-metragem de ficção produzida pela CERCIESTA e intitulada “Pé de Feijão”.

Esta obra tão especial, é uma aposta desafiante e estimulante, que procura sensibilizar a comunidade para o potencial artístico das pessoas portadoras de deficiência e para o seu papel ativo na comunidade, visando a sua inclusão social.

Realizado por António Pinto e Paulo d’Alva, o filme anuncia, pelo ruído das palmas, o sucesso de um bailarino. Mas até ali chegar, como terá sido a sua vida? O olhar de uma espetadora, retrospetiva a história do artista, ao mesmo tempo, que a sua, caminha em paralelo. Nas origens, e durante todo o percurso, um moleiro, pai do protagonista, transporta um moinho de um lado para o outro, acompanhando a vida de seu filho, na conquista do sonho em ser bailarino. Depressa a espetadora passa a atriz de uma história que afinal também é a sua.

O Festival de Cinema AVANCA decorre no contexto das medidas de segurança que a presente pandemia obriga e com base nas orientações e recomendações da DGS e do Governo.

O AVANCA é uma organização do Cine-Clube de Avanca e Município de Estarreja e vem acontecendo em cada ano com o apoio do ICA / Ministério da Cultura, do IPDJ, da Junta de Freguesia de Avanca, do Agrupamento Escolar de Estarreja, da Escola Egas Moniz, da Paróquia e das Associações de Avanca, contando ainda com o apoio de várias universidades e escolas de ensino superior do país, empresas e outras instituições da região.

quinta-feira, 22 de julho de 2021

ORQUESTRA GULBENKIAN E “MUNDOS PARALELOS” NO PRIMEIRO SÁBADO DO 25º AVANCA FESTIVAL DE CINEMA


O primeiro sábado do programa comemorativo da edição nº 25 do Festival Internacional de Cinema de AVANCA, junta em Estarreja a Orquestra Gulbenkian no Cine Teatro e na Casa da Cultura os “Mundos Paralelos” das artes plásticas em ambientes virtuais.

Antecedendo as competições do festival de cinema com início previsto para quarta feira dia 28, o AVANCA tem, neste primeiro sábado dia 24, dois momentos de particular significado para as comemorações deste ano.

A noite será marcada pelo concerto da Orquestra Gulbenkian. Numa programação especial, com alguns dos grandes momentos da música de filmes, o concerto será dirigido pelo maestro José Eduardo Gomes e conta igualmente com a presença do violinista Francisco Lima Santos.

Para este concerto foram selecionadas três obras marcantes que aproximam o cinema e a música clássica. Está neste caso o “Adagio para Cordas”, de Samuel Barber, que contribui para preservar na memória coletiva momentos marcantes de filmes como The Elephant Man (1980), de David Lynch, ou Platoon (1986), de Oliver Stone, e também as obras orquestrais de compositores clássicos como a Sinfonia n.º 45, dita “do Adeus”, de Joseph Haydn, em Emma (2020), de Autumn de Wilde, e o Concerto para Violino e Orquestra n.º 5, de Wolfgang Amadeus Mozart, em The Fifth Estate (2013) de Bill Condon.

O concerto terá início às 21h30.


Pelas 16h do mesmo sábado, será inaugurada na Casa Municipal de Cultura de Estarreja a exposição “Mundos Paralelos”.

Segundo Catarina Carneiro de Sousa, “Os mundos virtuais são um meio de crescente relevância no campo artístico, oferecendo possibilidades únicas para criação e interação. “Mundos Paralelos” apresenta obras desenvolvidas nas plataformas Second Life e Open Simulator, que são ambientes virtuais colaborativos. Espaços tridimensionais totalmente imersivos onde as pessoas interagem entre si e com o ambiente digital através de avatares”.

Numa parceria da Olga Santos Galeria com o Festival de Cinema AVANCA, estarão em exposição obras de Bryn Oh, CapCat Ragu, Elif Ayiter, Eupalinos Ugajin, Iono Allen, Livio Korobase, Meilo Minotaur, Morlita Quan, Silvestre Pestana, Theda Tammas, Tizzy Canucci AKA Tess Baxter, Tutsy Navarathna AKA Basile Vignes e Venus Adored.

Com curadoria de CapCat Ragu e Meilo Minotaur, esta mostra insere-se na tradição do Festival de Cinema de Avanca em proporcionar proximidades com as tecnologias que participam no espaço do cinema.

A exposição estará aberta durante todo o festival e até 29 de agosto.

Sempre no contexto das medidas de segurança que a presente pandemia obriga e com base nas orientações e recomendações da DGS e do Governo.

O AVANCA é uma organização do Cine-Clube de Avanca e Município de Estarreja e vem acontecendo em cada ano com o apoio do ICA / Ministério da Cultura, do IPDJ, da Junta de Freguesia de Avanca, do Agrupamento Escolar de Estarreja, da Escola Egas Moniz, da Paróquia e das Associações de Avanca, contando ainda com o apoio de várias universidades e escolas de ensino superior do país, empresas e outras instituições da região.

terça-feira, 13 de julho de 2021

FESTIVAL DE CINEMA AVANCA COMEMORA A EDIÇÃO 25 COM PIRATAS E SEREIAS, OSTRAS E BALEIAS


O Festival Internacional de Cinema AVANCA 2021 celebra a sua 25º Edição com um programa comemorativo que se inicia com o espetáculo “Piratas e Sereias, Ostras e Baleias”

Comemorando com um filme-concerto da Space Ensemble, uma banda bem conhecida do festival Avanca, que convida o público a uma viagem pelas profundezas dos oceanos, embalada na magia do cinema de animação. 

Este evento ira ocorrer no sábado dia 17 de julho às 21h30 no Cine-Teatro de Estarreja.

Musicado em tempo real e ao vivo por inúmeros instrumentos e coisas absurdas, desde os instrumentos mais clássicos (piano, harpa, saxofone, marimba), aos mais modernos e futuristas (AirFx, theremin, modulares e sequenciadores), juntando a tudo isso uma panóplia de objetos, brinquedos e utilitários que permitem, com muita magia e imaginação, criar os efeitos especiais sonoros que proporcionam uma vivência única das animações. Um espetáculo para ver em família.

Os filmes são assinados por realizadores de diversas nacionalidades - Nelson Boles, Yoram Benz, Olesya Shchukina, Claire Vandermeersch, Gaëtan Borde, Benjamin Lebourgeois, Alexandre Veaux, Mengjing Yang e Titouan Bordeau.

O festival de cinema de Avanca irá acontecer este ano em vários espaços. Para além do Cine Teatro de Estarreja o festival irá igualmente decorrer no Auditório Paroquial de Avanca, Cinema Vida de Ovar e de novo em Drive In no centro da freguesia. Em 2020 foi pioneiro ao aliar a exibição ao ar livre com os espetadores dentro dos seus carros, projetando filmes de qualidade da competição oficial do festival.

Todas as exibições irão decorrer na salvaguarda das medidas de segurança que a presente pandemia obriga e com base nas orientações e recomendações da DGS e do Governo.

O AVANCA é uma organização do Cine-Clube de Avanca e Município de Estarreja e vem acontecendo em cada ano com o apoio do ICA / Ministério da Cultura, do IPDJ, da Junta de Freguesia de Avanca, do Agrupamento Escolar de Estarreja, da Escola Egas Moniz, da Paróquia e das associações de Avanca, contando ainda com o apoio de várias universidades e escolas de ensino superior do país, empresas e outras instituições da região.


sexta-feira, 9 de julho de 2021

8º ENCONTRO IBEROAMERICANO DE CINECLUBES COM APOIO DO 25ºAVANCA, FESTIVAL DE CINEMA


No ano em que o festival de cinema AVANCA completa a sua 25ª edição, as comemorações desta significativa data, começam já com o apoio à realização do 8º Encontro Iberoamericano de Cineclubes.

Decorrendo nos sábados 10 e 17 de julho e terminando no domingo dia 18, o tema deste ano será “Escola, comunidade e cineclubismo”.

Organizado pela Federação Internacional de Cineclubes, este encontro reúne projetos relevantes de dinamização cinematográfica que marcam o espaço Ibérico e da América Latina.

Realizado de forma “on line”, o Encontro irá apresentar vários casos de estudo, vindos de países muito diversos, mas onde as línguas portuguesa e castelhana são um fator comum.

Com este encontro, procura-se expor modelos de mediação educativa, intercâmbio de saberes e formação de públicos em instituições de ensino, difusão e preservação audiovisual.

Pretende-se compartir estratégias de uso do cinema no ensino, bem como práticas de curadoria educativa, protocolos de análise, jogos e debates em torno dos filmes, também das curtas metragens e das animações de todos os géneros e formatos.

A intenção é também impulsionar alternativas, espaços de jogo, cura e resiliência para o tempo pós pandemia. O cinema e os seus cineclubes parecem ser um parceiro privilegiado nesta dinamização e ação.

Avanca irá apresentar o seu histórico de pioneiro no encontro entre a competição internacional de filmes e os espaços de prática cinematográfica.  Tanto pelos ateliers como pelo “Creative Film Workshops”, os 24 anos do festival permitiram o desenvolvimento de novos projetos cinematográficos e mesmo a rodagem de filmes durante o evento.

Nestes encontros, participam cineclubistas da Argentina, Bolívia, Brasil, Colômbia, Cuba, Chile, Espanha, Equador, México, Peru, Uruguai e Venezuela .

Acompanhando os encontros, haverá também espaço para o visionamento de filmes.

“Ojos Nuevos: Mostra Iberoamericana” será uma mostra que, acompanhando o Encontro, exibirá filmes voltados para os mais pequenos. Serão filmes do Equador, representativos da cinematografia indígena Quechua, e filmes de animação da Bolívia, México, Peru e Uruguai.

De Portugal serão exibidos filmes produzidos nas oficinas de animação do Espalhafitas, Cineclube de Abrantes e os filmes produzidos pelo Cine Clube de Avanca. 

De Avanca serão exibidos os filmes “Circo”, uma animação realizada por jovens alunos da Escola E.B.2,3 Egas Moniz de Avanca e o filme coproduzido com o Brasil e São Tomé e Príncipe, “A felicidade mora aqui”.

A mostra também acontecerá online e conta igualmente com a parceria da plataforma pública colombiana “Retina Latina”.

O Festival de Cinema Avanca é uma organização conjunta do Cine Clube de Avanca e do Município de Estarreja, com o apoio do ICA do Ministério da Cultura, do IPDJ, Junta de Freguesia e de diversas entidades locais e nacionais.