quinta-feira, 7 de janeiro de 2021

BANGLADESH DISTINGUE “DIADEMA” E OS FILMES DE AVANCA TERMINAM 2020 COM 16 PRÉMIOS


O filme de Milana Majar "Diadema" recebeu uma Menção Especial no Dhaka Festival, evento que ocorreu no Bangladesh no final do ano.

Este documentário, produzido por Esad Bajric da televisão pública RTRS da República de Srpska (Bósnia e Herzegovina), teve a coprodução de António Costa Valente que também assinou a fotografia do filme em conjunto com Dejan Racic. 

Rodado entre Kiev e Damasco, falado em árabe e russo, "Diadema" é protagonizado por Youla Bnayat, primeira bailarina da companhia nacional de bailado da Síria antes do começo da guerra.

Entre uma Síria em confrontos fratricidas, uma inesperada viagem para a Ucrânia, os eventos na Praça Maidan iniciados na noite de 21 de novembro de 2013 em Kiev, o percurso e os sonhos de bailarina ficaram esmagados e definitivamente adiados.

Entre o caos, a pura loucura e as catástrofes consequentes de todas as guerras, “Diadema” é também um espaço para a beleza, a poética do bailado e a memória da última dança no anfiteatro medieval.

O filme estreou no Festival de Cinema de Sarajevo, passou pelo 24º AVANCA e ganhou vários prémios em festivais internacionais de cinema na Rússia, Sérvia, Portugal e Ucrânia.

Num ano particularmente difícil, em que a maioria dos festivais de cinema não se realizaram ou foram adiados, esta distinção foi mesmo assim o 16º prémio atribuído a um filme produzido pelo Cine Clube de Avanca durante o ano da pandemia. Os restantes prémios aconteceram no Japão, Sérvia, Rússia e Ucrânia, para além de Portugal.

Os filmes produzidos em Avanca estiveram, mesmo assim, presentes em festivais da Alemanha, Bósnia e Herzegovina, Brasil, Espanha, EUA, Índia, Itália, México, Rússia, Sérvia, Sri Lanka e Ucrânia, num total de 108 participações de vários filmes aqui produzidos ou coproduzidos pelo Cineclube. 

Para além do documentário “Diadema”, foram também distinguidos nos vários festivais os filmes “Boca do inferno” de Luís Porto, “Entre o Museu ...Rostos” de Maria da Luz Nolasco, A. Osório, A. C. Valente, “murmuratorium - rumos e rumores” de Luís Margalhau, “Por detrás da moeda” de Luís Moya e “Sonhos” de Joaquim Pavão.

Todos estes filmes tiveram coprodução pelo Cine Clube e exibidos no Festival de Cinema AVANCA, que este ano fará a sua 25ª edição em julho próximo.