segunda-feira, 4 de agosto de 2008

“ATÉ AO TECTO DO MUNDO”, A PRIMEIRA LONGA-METRAGEM PORTUGUESA DE ANIMAÇÃO, SELECCIONADA PARA A ÍNDIA, ESTADOS UNIDOS E JAPÃO


“Até ao Tecto do Mundo”, o primeiro filme português de longa-metragem de animação, produzido pelo Cine-Clube de Avanca e realizado por Carlos Silva, Costa Valente e Vítor Lopes, foi seleccionado para participar na competição oficial do “CHINN India Kids film Festival” de Nova Deli na Índia e no “Indie Fest USA” que irá decorrer no estado da Califórnia nos Estados Unidos da América.
Também o Festival de Hiroshima no Japão irá exibir a longa-metragem portuguesa por convite expresso da directora do festival,

“Até ao Tecto do Mundo” será assim exibido em várias cidades do estado de Nova Deli até ao dia 8 de Agosto com uma assistência prevista de cerca de 10.000 jovens indianos, segundo a organização do festival.

Integrando a competição oficial do festival californiano “INDIE FEST USA”, “Até ao Tecto do Mundo” será exibido a 14 de Agosto no AMC Downtown Disney de Anaheim, a cerca de meia hora de Los Angeles. O “INDIE FEST USA” integra a “AICAA – Academy of Independent Cinema Art and Artist”, exibindo sobretudo filmes norte-americanos, canadianos e australianos.

Em Hiroshima, “Até ao Tecto do Mundo” será exibido no dia 7 de Agosto a convite da Senhora Sayoko Kinoshita, directora do Festival e também presidente da ASIFA Internacional.
Do seu convite transcrevemos:
“Será magnifico exibir a primeira longa-metragem da animação portuguesa no HIROSHIMA 2008!! O povo Japonês tem um especial carinho pelo vosso país, em particular fruto das relações históricas entre os dois países desde tempos remotos.”

“Até ao Tecto do Mundo” foi recentemente distinguido com o 2º Prémio do BRIDGE FEST em Vancouver no Canadá e com o 6ºlugar no “Twin Rivers Media Festival” na cidade norte-americana de Asheville no estado da Carolina do Norte.

“Até ao Tecto do Mundo” é o primeiro filme português de animação realizado integralmente em Portugal, tendo sido produzido no estúdio de animação de Avanca, Distrito de Aveiro.
Este filme é também o primeiro filme produzido em todo o mundo com uma nova tecnologia de animação vectorial 2D utilizando estruturas de animação, com um contexto tecnológico de produção que foi objecto de investigação no Departamento de Comunicação e Arte da Universidade de Aveiro.

“Até ao Tecto do Mundo” é um filme para crianças. Num Reino em que tudo é proibido, o Rei constrói no castelo uma infindável torre, enquanto a floresta, fornecedora de todos os materiais, vai sendo dizimada. O jovem protagonista do filme tenta salvar a floresta, mas… apaixona-se...
Com música do Maestro António Vitorino d’Almeida e vozes de Ângela Marques, Fernando Mendonça, Isabel Queirós, Jorge Vasques, Lucinda Afonso, Nuno Simões, Patrícia Franco, Pedro Mendonça, Rui Lopes, Rui Oliveira e Rute Pimenta, “Até ao Tecto do Mundo” foi produzido com o apoio financeiro do ICA / Ministério da Cultura, da RTP e com participações diversas, nomeadamente do Instituto da Juventude.

2 comentários:

Jose B. Almeida disse...

Os meus parabéns pelos vários prémios já obtidos. Envio o link para o festival latino-americano de Sydney, para o caso de estarem interessados: http://www.sydneylatinofilmfestival.org/cms/

José Borges de Almeida

Telma disse...

Congratulo todos os participantes na longa-metragem que vi há umas semanas em Bissau juntamente com dezenas de alunos das escolas primárias guineenses. Todas aquelas crianças saíram do CCP com um sorrisão na cara e com as aventuras do João sete sete a fervilhar na cabeça. Coloquei algumas fotos em www.espalharte.blogspot.com
Telma